Segundo a Abrascanola, atual safra de canola deve garantir boa produção e rentabilidade aos produtores brasileiros

07/AGO/2019

 

Colheita já começou em algumas áreas do RS e deve se intensificar em setembro. Expectativa é de produtividade média de 1.500 quilos por hectare nos 35 mil hectares cultivados em 2019. Associação trabalha para ampliar área destinada à canola nos próximos anos.

 

A safra 2019 de canola no Brasil registrou diminuição de 5% na área total plantada, influenciada pelo recuo no cultivo do estado do Paraná. Mesmo assim, o atual cenário para o produtor de canola é positivo com boas expectativas de produtividade e possibilidades de negociação da produção.

Segundo Vantiur Scarantti, presidente da Abrascanola (Associação Brasileira dos Produtores de Canola), apesar de algumas áreas sofrerem danos devido as geadas deste inverno, a maioria das lavouras registra bom desenvolvimento e a expectativa é de produtividade média de 1.500 quilos por hectare.

Scarantti destaca que o custo de produção ficou em torno de 15 sacas por hectare, o que deixa a canola como uma opção interessante de rotação de cultura e de renda para o produtor neste período do ano, uma vez que muitos contratos já são fechados com empresas antes mesmo da implementação das lavouras.

A liderança acredita que existe boa possibilidade de ampliar a área plantada para os próximos anos. Atualmente o Brasil produz canola em 35 mil hectares, mas consome o equivalente à 100 mil hectares. Assim, a Abrascanola busca incentivar os produtores a investirem mais nesta cultura para suprir uma maior parte do consumo nacional e diminuir a necessidade da importação.


Confira a entrevista completa com o presidente da Abrascanola no vídeo.


Por: Guilherme Dorigatti

Fonte: Notícias Agrícolas