Tendo em vista a importância e representatividade da cultura, sendo a 3ª oleaginosa em volume de produção a nível mundial e a possibilidade de cultivo em um sistema integrado de rotação e diversificação de culturas, aliado a demanda crescente pela produção de óleos vegetais para produção de biodiesel, a AbrasCanola preconiza o estabelecimento de ações para crescimento da área de cultivo com a cultura da canola a nível de Brasil. Sob o ponto de vista dos aspectos favoráveis da cultura, podemos destacar os seguintes:

 

  • Existência de Zoneamento Agroclimático para a cultura, o que permite ao produtor acessar linhas de crédito oficiais para custeio de suas lavouras com a cobertura dos riscos agroclimáticos mediante o PROAGRO;
  • Domínio tecnológico da cultura (equipamentos e tecnologia de manejo da cultura);
  • Opções de áreas ociosas no período de inverno;
  • Disponibilidade de áreas que permanecem sem cultivos durante o período do inverno;
  • Possibilidade de inserção da cultura em um sistema de rotação de culturas, contribuindo para a sustentabilidade do sistema plantio direto;
  • Cultura não concorrencial com as demais culturas de inverno, sendo caracterizada como uma cultura complementar ao sistema produtivo;
  • Cultura de extrema importância no que tange a benefícios à produção de alimentos, pois o farelo originado do beneficiamento dos grãos tem elevado valor protéico e nutricional, possibilitando sua utilização na alimentação animal e contribuindo para o aumento de produção de alimentos;
  • Agregação de renda em virtude da diversificação de culturas na propriedade;
  • Mercado consumidor de óleos vegetais aquecidos e com demandas crescentes;
  • Existência de grupos de trabalho para a estruturação do processo – DRS Biocombustíveis, sendo um conjunto de entidades, desenvolvendo ações para fortalecer o fomento desta cadeia produtiva e a AbrasCanola, entidade representativa do setor;
  • A partir de uma Instrução Normativa Conjunta entre ANVISA, IBAMA e MAPA, existência da possibilidade que determinados produtos químicos, quando registrados para uma determinada cultura, possa-se estender seu uso para culturas afins, sem a necessidade de realização de trabalhos de avaliação de residual de produto químico na produção. A cultura da canola foi englobada no grupo de culturas ligadas a cultura do girassol, juntamente com gergelim e linhaça.